• 1
  • 2
  • 3

AVALIAÇÃO DA PRONTIDÃO ESCOLAR

A entrada de uma criança para a escola é frequentemente um momento vivido com ansiedade por parte dos pais.

As dúvidas podem surgir dos próprios pais ou da educadora que acompanha a criança e alerta os pais:
- Será que se vai adaptar à rotina da sala de aula?
- Será que vai gostar dos colegas?
- Será que vai aprender bem?
- Será que está preparado?

Com o 1º ano começam as aprendizagens formais da literacia, da matemática e do estudo do meio. A leitura e a escrita são habilidades que têm de ser aprendidas de forma sistematizada e não ocorrem de forma espontânea, como acontece com a fala por exemplo. A ausência de alguns pré-requisitos para as aprendizagens pode comprometer o sucesso escolar no futuro bem como a atitude perante a escola.

No Cadin pode realizar uma avaliação da prontidão escolar.
Esta avaliação tem o objetivo de dar o máximo de informações aos pais e educadores sobre o desenvolvimento da criança e fornecer orientações para uma boa adaptação ao 1º ciclo.
A avaliação da prontidão escolar é realizada num mínimo de duas sessões presenciais e é composta por 3 vertentes centrais:
- Avaliação cognitiva
- Avaliação das competências pré-académicas
- Avaliação comportamental e emocional
De acordo com as dificuldades e capacidades identificadas, a equipa ajudará a delinear um plano de intervenção a aplicar em colaboração com a escola e a família, no sentido de promover as aprendizagens emergentes.

Esteja atento e acompanhe o desenvolvimento do seu filho. Seguem-se alguns sinais de alerta que o devem levar a questionar a educadora e/ou o pediatra:

o A criança não revela curiosidade nem confiança em experimentar atividades novas.
o A criança não identifica nem produz rimas e lenga-lengas.
o A criança não reconhece o seu nome escrito, nem o escreve sozinha.
o A criança não divide as palavras em sílabas.
o A criança não identifica nem escreve algumas letras e números.
o A criança não conta acontecimentos ou narra histórias.
o A criança não faz contagens nem relaciona números até 10.
o A criança não reconhece a quantidade num conjunto até 6 sem contagem.
o A criança não utiliza corretamente os conceitos espaciais: frente/trás, cima/baixo, dentro/fora, etc.
o A criança não demonstra empenho nas actividades que realiza (por iniciativa própria ou propostas pelo educador), concluindo o que foi decidido fazer e procurando fazê-lo com cuidado.

Se o seu filho revela alguma destas dificuldades fale com a educadora e procure-nos para esclarecer as suas dúvidas.

Para mais informações, contacte:

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
214 858 240